Coração de mãe dói…. Mas dói tanto

Eu sou mãe,  ehhhhhh, ninguém sabia bobalhona! Mas eu sou uma mãe leoa, daqueles tipos que ruguem quando fazem alguma coisa com a Gi, eu fico tão p… da vida, que chego a chorar.

Olha a nininha é o terror, ela tem uma energia que eu (mãe já velha ela com 5 e eu entrando nos enta esse ano) e nem o pai conseguimos acompanhar, e faz umas emes que a gente fica olhando e dá vontade de esganar a criança. Mas a gente senta conversa (tá às vezes eu grito, mas meu amigo João disse que ela não é surda), explica e tenta de tudo pra dar uma boa educação.

Só que a Gi tem um lado sensível muito grande (ai é que a porca torce o rabo), e ela vive no País das Maravilhas juntinho com a Alice matando o Jaguadarte e dançando o passo maluco (isso é verdade eu tive que aprender esse tal passo e o pai também), a nininha ainda acha que todo mundo é bom e que o mundo é cor de rosa (caraca Marília cabeçuda, ela tem 5 anos!). E ela tem um carisma que meu Deus  (171 nata!) dá cada nó na gente.

Só que nós tentamos passar pra ela a maior confiança na gente, tipo vamos ser amigos pra eu não ter uma inimiga quando ela crescer, isso é tão grande que ela fala pra todo mundo: Minha mãe é o perigo! (frase que quando eu brigo eu pergunto: Perdeu a noção do perigo? Olha ele aqui! E aponto pra mim). Então somos protetores sim! E daí! Minha única filha, a raspa da banana do Sr. dos Anéis, se ela não confiar na gente vai confiar em quem?

Então senta que lá vem história:
A Avon me mandou duas lancheirinhas recheadas de produtos. Uma das princesas e outra dos carros, a dos carros vai pro meu enteado mas a das princesas quando eu abri a caixa a nininha quase surtou (coitada quase não chega nada pra ela né?) e ela é uma princesa (na cabeça dela), veio com três mini perfumes de coração com as princesas, um creme para o corpo e…. A lancheira.

Bom os perfumes ela usa todo dia porque tem cheiro de criança mesmo, não dá alergia, é mega suave e docinho que só. O creme para o corpo evidente que também. Mas a lancheirnha…. Esse foi o motivo das lágrimas da minha filha.

Na primeira semana de escola ela cismou porque cismou que tinha que levar tudo na tal da lancheira, eu falei: Filha lancheira, olha o nome, lancheira, é só pra lanche, aceitou na boa os argumentos da mãe aqui e levou só o lanche. Durante uns 4 dias na boa, ela chegava a me perguntar à noite se a lancheira já estava pronto. Putz garota chata!

Depois ela voltou pra casa, chorando porque a lancheira sumiu. Hã? Como assim? Sumiu? Esqueceu? Evaporou? Depois de um siricutico eu liguei pra escola, a vó também, e o resto da família inteira. Quase uma semana a vó com esperança da lancheira aparecer e veio a notícia: Sumiu!

Again: Hã? Como? Evaporou?

Mais ou menos assim, simples assim Oi? Nenhuma explicação plausivel para o que tinha acontecido (porque sinceramente eu não acho que uma menina de 5 anos não tenha que ter uma supervisão da professora, e eu claro acho que a Gi tem que ter controle das próprias coisas mas acho que tem que ter um adulto olhando também, e não venham me falar que é muito aluno pra professora olhar, então manda um email, faz greve, alguma coisa pra diminuir os alunos da sala dela se não tem competência pra olhar a quantidade atual que está). Bom não me deram nenhum argumento, só a professora foi chamada atenção  pela diretora, com muito tato e jeito (coisa que eu queria engolir o pescoço das duas no bom estilo vampiro mesmo) e um pedido de desculpas. Tá senta Cláudia! E a Gi?

Não é pelo valor da lancheira não? Bosta eu compro outra! É ver minha filha chorando de soluçar porque acha que foi culpa dela (ok metade da culpa foi sim), porque a lancheira era linda, era das princesas e blá blá blá wiskas sachê, ela chorando de um lado e o Sr. dos Anéis e minha mãe minha acalmando do outro pra eu não ir no colégio e fazer o maior auê no melhor estilo lata d’água na cabeça mesmo, e meu coração rasgado. Juro parecia que a cada lágrima dóia mais no meu do que no dela!

Evidente que mandei uma carta pra escola falando sobre incidente e chamando de roubo, tá depois tive que me desculpar e mudar a palavra pra furto, porque foi furto mesmo! E a professora ainda ficou indignada com isso! Ah vai catar caquinho, não foi tua filha mané!

O problema é a idade. É como eu vou explicar que não existem só pessoas boas no mundo. É dizer pra minha filha que o insituto de ensino aonde ela estuda, que ela deveria, deveria, se sentir segura, ela tem que ficar de olhos abertos, tanto com as suas coisinhas como com ela mesma. Que até as próprias colegas dela podem não ser muy amigas assim. Que a professa não é a mãe dela, que está de olho a todo minuto. Pronto acabei com a fantasia do mundo cor de rosa da minha filha! E entrou a fase de colocar malícia nela, coisa que eu não queria, mas infelizmente é preciso.

Daí a gente começa a ver que o mundo inteiro está assim. Deus do céu, quando a gente vai poder viver em paz e sair de casa ou estar nela sem sentir medo de acontecer alguma coisa que não seja de ordem natural? Quando o ser humano vai tomar jeito? Dá vontade de falar pro Neal, deixa a gente em Matrix por favor!

E o pior: Percebi que coração de mãe dói, dói tanto, e dói com coisas pequenas e coisas grandes, mas dói e chora, e se preocupa e caraca isso não acaba nunca? Claro que liguei pra Rô e perguntei, isso vai terminar um dia? Ela com minha sobrinha mais velha (é a filha da Rô é minha sobrinha do coração postiça que eu e o Sr. dos Anéis amamos mesmo! #pronto falei, a essa hora a besha tá tão envaidecida que vai me pedir alguma coisa), e mais experiência falou: Vai ser assim pra sempre, besha ela pode fazer 15..20..30.. e você vai continuar se preocupando e quando acontecer alguma coisa o coração doendo e essa vontade de atacar como uma leoa.

Pensei: Nossa que cansativo! Mas olhei pra Gi como sempre pulando em cima da minha cama e eu brigando enquanto falo com a Rô, e falei: Vale a pena né? A Rô com sua sabedoria (Ó sabia mestra, rivotril virtual) falou: Vale…

Então vou continuar sendo o monstro do lago Ness, “O” Perigo, a mãe que grita e rosna, mas acho que o coração vai continuar doendo. É percebi sou mãe, e normal…

O motivo da choradiera:

As fotos são da Rô do CCM que me cedeu, porque a da Gi nem deu tempo de fotografar. Valeu Rô!
Beijos com coração partido de mãe,

Advertisements
This entry was posted in Coisas da Gigi, Comportamento and tagged , , . Bookmark the permalink.

20 Responses to Coração de mãe dói…. Mas dói tanto

  1. Ana says:

    Agora que eu entendi o nome do blog!!

    Hooo, mãe coruja!!

    hehe

    bjo

  2. AHHHHHH Que dó da Gi!!! Realmente quando somos crianças tudo parece mais extremo, eu me lembro que isso acontecia comigo também, uma vez deixei meu estojo na sala e minha lapiseira favorita sumiu! Fiquei desesperada, achei que havia perdido e tal…mas depois vi uma menina da sala com uma igualzinha e não tive como pegar de volta! Criança é assim, gosta de algo e quer para ela, a diferença se ela vai pegar ou não está na educação. Se a criança já está furtando nessa idade, imagine depois, a tendência é piorar! Acho certo sim vocÊ reclamar com a escola!A professora deveria aproveitar isso para dar uma lição de educação e respeito!

    bjs mamãe coruja!

    sthercosmeticos.blogspot.com

    • Menina, mas dó ainda da professora quando eu for lá!

      • Ana says:

        Isso de brigar com a prof. eu acho muito delicado, sabe… Depende da prof. em questão, se ela se dedica mesmo ou se tá lá só pelo $$ (que venhamos e convenhamos… =/)
        Minha mãe trabalha com crianças há anos e eu convivi muito nesse ambiente e sei o quão difícil é lidar com tantas crianças de uma vez!! E não é questão de abaixo assinado!! (só se for colégio particular, né…!)Mas, claro… minha mãe é professora por paixão! E isso faz dela uma prof. mais que excelente!! Mas, em fim, acho que tem coisas que não estão realmente nas mãos da prof, simplesmente acontecem… Assim, penso que um incidente pequeno como esse (mesmo tão dolorido) não vale a pena a ponto de se indispor com a pessoa que cuida do seu tesouro boa parte do dia…

        Bju!!

      • Pois é Ana, eu mandei a carta e tudo, mas com muita delicadeza no expressar e meu marido tb falou isso. Tipo assim, Marilia vamos brigar com ela e depois? Será que ela não vai marcar a Gi? É colégio publico sim, mas a professora é nova e eu acho que antigamente muitas trabalhavam pelo amor, agora todo professor já sabe o salário que vai ganhar, é igual policial daqui do Rio entra já sabendo das condições. Mas não vou fazer barraco não, já mandei a carta e vou tentar esquecer. Brigadão viu?

  3. Menina… sei bem o que você sentiu.. (torço para que já esteja mais calma)…

    Meu filho também tem 5 anos…. e é super avoado… só não perde a cabeça porque está grudada… mas também concordo contigo que na escola, a professora tem que superviosar os pequenos… por que senão, vira uma zona total… né?!

    É claro que estamos sempre conversando para que ele entenda que precisa cuidar de suas coisas e se si, mas no alto de seus 5 aninhos, não há muito exigência a ser feita, concorda??

    Beijos,

    karen

  4. Letícia Teles says:

    Eu não sou mãe, até estou looonge de ser, mas entendo perfeitamente essa dor que é passageira nela, mas triplamente mais forte em você. Agora acredita em mim, você vai aprender muito com ela ainda, porque se a perda de uma lancheira fez isso contigo, espera o primeiro namorado, a primeira nota baixa na escola… Eu sei por causa da minha mãe, coitada de me aguentar, mas também coitada de mim em aguentar ela uahsuahsuash, ela fala que eu que devia ser mãe dela as vezes…
    Mas não fique triste em mostrar a verdade para a Gi, é melhor do que ela quebrar a cara porque não sabia. Entende?
    Beijos linda[desculpa o sumiço, viajei no carnaval e nem deu tempo de avisar :)]

  5. Oi Marília:

    Que dó da menina, eu matava essa professora … rsrsrsrs
    O blog tá diferente, hein??????

    Bjkas

  6. Beta says:

    Má eu ia e baixava o morro inteiro, não só o barraco!

    Ah, ve se pode?
    A escola tem que se responsabilizar!Tadinha da Gi!

    Até ue fiquei com o coração partido…rs

    bj

  7. É Marília, Vai ser isso para sempre! risos
    Sempre teremos o que nos preocupar e nos doer!
    Mas absurdo sumir assim, hem! Não foi culpa dela, deixa isso claro para ela.Alguém, infelizmente, roubou!Uma maleta tão linda!

    Beijos,Aline

  8. Nossa marília, eu sei bem o que vc esta sentindo, meu filho, seu futuro genro, tem a mesma idade da Gi e ele como toda criança de 5 anos ….teima em fazer o que não queremos e com isso querenm levar as melhores coisas pra escola e se algo acontece já estamos avisadas que teremos problemas….mas eu decidi fazer o certo e dei a ele a responsabilidade de cuidar de tudo que ele decide levar pra escola e ciente de que se perder aquela coisa não terá outra para substituir e eu deixo que leve. Ele hoje já não leva mais os melhores brinquedos pq já perdeu um bocade de coisa e já chorou bastante por isso e eu como mãe tentei confortá-lo…. imagina o desespero qdo perdeu dois bonecos do Ben10 de uma só vez e ficou com a coleção faltando? Nossa é de doer o coração e o bolso tb… vamos ser sinceras né rsrsrs. Infelizmante temos que mostrar que o mundinho deles não é só feito de arco-íris amiga e isso é muito triste, mas não é ruim viu….eles crescem mais espertos e mais atentos.
    Um beijo enorme no seu coração e outro especial na Gi.

    • Pô amiga nem fala, eu falei pra ela que parte da culpa era dela porque ela tinha que cuidar das coisinhas dela tb. Ela sempre quiz levar as coisas que a gente compra mega suado pra escola, agora vê se ela quer levar mais alguma coisa? Eu lembro logo da lancheira.

  9. Marília,

    Navegando na blogosfera encontrei seu cantinho.Quando li seu post fiquei imaginando a sua raiva e ao mesmo tempo seu sofrimento.Não tenho filhos,mas tenho uma sobrinha de nome Petra que é minha vida.Por ela sou capaz de mover o mundo….Temos esse sentimento de poder fazer tudo,né.Somos as protetoras de quem amamos.A bem da verdade é ainda vamos chorar e rir muito ao longo desse crescimento e descobertas.Já imaginou o primeiro amor?A primeira briga por causa desse amor?A indecisão da profissão?Quando quiser fazer uma tatuagem?kkkkkkkkk

    Na minha casa os primos mais novos sempre habitaram por lá com maior facilidade.Um verdadeiro celeiro de pequenas criaturas que não saiam da casa da minha mãe por nada.Minha mãe sempre cuidava de todos como filhos….Cresceram bateram asas…Formaram famílias e hj os novos piralhas continuam a correr pela casa espaçosa da minha mãe….

    O bom é isso………….Sempre iremos amar e sofrer pelos nossos e pelos rebentos de quem amamos………

    Bem deixo aqui o convite de vc visistar meu blog o Madame Excêntrica

    wwww.madameexcentrica.blogspot.com

    • Katiana,
      Morri com seu texto, lindo demais e verdadeiro, e a mais pura verdade é: Vou sim sofrer e rir com cada passo que ela der na vida.
      Bjs e obrigada e claro que passo lá sim.

  10. Helo Braga says:

    Hooo amiga, te entendo perfeitamente hahahaha filhos sano assim mesmo, e eu sei muito bem que é fazer de tudo para ser melhor mãe o possível..
    Bjkassss

    to por aqui lendo os post ok

    Helo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s